terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

O Início do Caminho Sacerdotal


Escrevo esse texto para os que estão querendo se iniciar na bruxaria. Como diz meu querido e honroso mestre Dyan Magnus Morgann, “ser bruxo não é fácil”, pois a bruxaria exige a entrega total do bruxo. Quem escolhe o caminho mágico dela terá de ter um trabalho sacerdotal pleno e diário.
O inicio do caminho sacerdotal é cheio de muitos desafios e provações, isso porque somente aqueles que tiverem honra e amor, pelos Deuses conseguiram seguir. No inicio se é um verdadeiro buscador, cheio de duvidas e percalços pelo caminho. A maior dificuldade, geralmente, é o conflito com a família. Se sua família for de uma religião não pagã, tu terás de ter muita força para seguir o caminho. Quando você sentir fraco e sem possibilidades de seguir o caminho, vá para o contato com a natureza e deite-se no colo da Deusa Mãe, pois com certeza ela o escutará. Aconselho isso, pois até hoje quando me vejo perdido eu encontro conforto nos braços da Deusa.
No inicio você terá várias duvidas, e quando mais buscar informações, mais duvidas sugiram. Recomendo entrar em contato com pessoas que já estejam no caminho a mais tempo. Na interne há bons grupos e listas de discussões e blogs, que com certeza tu encontrará bons amigos pagãos. Se você tiver sorte poderá encontrar pessoas que organizam eventos sobre paganismo e bruxaria na sua cidade.
Uma grande preocupação dos neófitos é em relação aos instrumentos e ao altar. Principalmente se ele for jovem, que não tenha renda ou sobrevive do baixo salário de estagiário. Não se preocupe com o valor financeiro dos objetos. Tem muita coisa que tu poderá encontrar na sua própria cozinha ou na natureza. Meu bastão (ou varinha) eu ganhei dos Deuses enquanto passeava em um parque perto da minha casa, e minha boline era uma faca comum entre os talheres. Saiba que o maior dos instrumentos é o seu próprio corpo e que a essência da magia é amor pelos deuses que há em seu coração. Em relação ao altar saiba que por muito tempo o meu altar foi uma tabua com uma toalha simples em cima de um porta-revista. Os Deuses não vão querer saber se o seu altar é simples ou não, eles vão querer saber se o teu amor por eles é sincero.
Em relação aos Deuses, tu podes não saber a que Deus seguir ou não sabe como os chamar. Se você gosta de mitologia ou história dos povos pode começar a estudar os panteões e as divindades dos povos. Se você não souber como chamá-los, os chame de senhor e senhora ou Deus e Deusa. Isso é o que menos importa, o que importa é sua vontade de seguir os caminhos da magia. Com o tempo os próprios Deuses o chamarão. Assim ocorreu comigo quando ouvi o chamado de Ártemis e de Apolo e depois o de Hécate.
Deixo por ultimo a preocupação em relação à iniciação. No inicio você poderá ter dificuldades de ter contato com grupos, o que torna muito difícil sua iniciação em uma tradição. Muitos optam pela auto-iniciação. Saiba que a iniciação é apenas a confirmação que você é um bruxo. Ela é o resultado do seu sacerdócio diário. Muitos bruxos no inicio seguem o caminho solitário, por isso eles são sacerdotes de si mesmo, são os senhores do seu destino. Saiba que a bruxaria exige o sacro oficio diário, por mais difícil que seja tu será um bruxo vinte e quatro horas por dia. O segredo está na contemplação do sol nascente ou da lua cheia mesmo que você esteja num ônibus lotado e os veja pela janela. Isso é ser bruxo.
Aos buscadores que querem se iniciar no grandioso caminho da magia eu recomendo muita leitura e uma humildade enorme. Sempre temos o que aprender em tudo que for material e todo tipo de pessoa. E como diz meu querido mestre Magnus: “seja bem vindo ao primeiro dia do resto de sua vida”.

Darius Artemisyo Apollito

Nenhum comentário:

Postar um comentário